Vaga para Director Nacional Adjunto

O Centro Médico da Universidade de Vanderbilt (VUMC) e a sua filial Friends in Global Health (FGH) apoiam o Ministério da Saúde de Moçambique na implementação de programas de serviço, formação e pesquisa. No AF21, os programas VUMC / FGH em Moçambique tinham um orçamento anual superior a $ 40 milhões e uma equipa de mais de 2.300 trabalhadores baseados em várias províncias do país.

Neste contexto, pretende recrutar um(a) candidato(a) à vaga de Director Nacional Adjunto, baseado em Maputo, com viagens frequente para as províncias.

Os candidatos interessados deverão enviar os CV/currículo e carta de apresentação (em português e Inglês) para:

[email protected]

Até ao dia 15 de Maio de 2021. As candidaturas devem fazer referência a “Director Nacional Adjunto” no assunto do e-mail.

Responsabilidades

> Apoiar o Director Nacional da FGH na liderança estratégica geral e gestão do portfólio dos programas da FGH em Moçambique, liderando as equipas de Logística, Compras, TI, Recursos Humanos, Infra-estruturas, Administração e Gestão de Saúde. Este cargo será responsável pelas decisões diárias das Operações da FGH;

> Participar no desenvolvimento de novos orçamentos e apoiar a operacionalização dos orçamentos aprovados, trabalhando em estreita colaboração com o Departamento de Finanças da FGH e o Director Nacional para garantir a conformidade com as regras e regulamentos de financiamento do patrocinador;

> Liderar o estabelecimento de Sub acordo com entidades governamentais ou não governamentais em conformidade com todas as leis e regulamentos aplicáveis;

> Garantir que os Políticas e Procedimentos Internos das Operações

> PoPs da FGH sejam actualizados de forma atempada e que todas as alterações sejam comunicadas de forma eficaz à equipa;

> Trabalhar em estreita colaboração com a equipa jurídica da FGH para o acompanhamento de todos os casos jurídicos até a sua resolução;

> A comunicação eficaz entre as equipas técnicas e as equipas de operações será essencial;

> Esta posição exigirá viagens regulares para as províncias/distritos apoiados pela FGH em Moçambique para monitorar a qualidade do trabalho, identificar as necessidades não atendidas e apoiar o pessoal.

Requisitos

> Os candidatos devem possuir preferencialmente um Mestrado em Administração de Empresas ou áreas afins;

> Devem ter um mínimo de 10 anos de experiência trabalhando no contexto de um país em desenvolvimento, dos quais um mínimo de 5 anos trabalhando com PEPFAR ou outro tipo de financiamento do Governo dos Estados Unidos;

> Deve ter habilidades fortes de planificação, gestão, e implementação de programas (incluindo a gestão de grandes equipas de implementação);

> Fluente nas línguas portuguesa e inglesa (verbal quanto escrita);

> Possuir experiência em Moçambique preferida.

Apenas serão contactados os (as) candidatos (as) pré-seleccionados (as) na base dos documentos apresentados. A FGH reserva-se o direito de fechar o processo antes do prazo se tiver identificado o candidato ideal.

 Validade:2021-05-15

 Local: Maputo

 Fonte: Jornal Notícias

error: Preserve os direitos do autor. !!